Eixos Estratégicos

 

Introdução

A Fundação Maria Beatriz Lopes da Cunha tem como objetivos e eixos estratégicos constituir um espaço de investigação e de formação, tendo como referencial o humanismo cristão,  e estabelecer pontos de encontro e de colaboração entre instituições, cientistas, especialistas e profissionais qualificados de setores-chave da sociedade, com vista à potenciação de projetos sobre a família, a centralidade da pessoa humana e a importância da comunicação na vida social.

Para tal, fomentar-se-á a formação especializada e de excelência nestas competências, de forma a poder prestar apoio de consultoria a entidades externas.

Em particular, dar-se-á uma atenção privilegiada à Mulher, tendo em conta as suas capacidades específicas, a necessidade social da sua intervenção e participação na vida profissional e pública.

Antropologia e Sustentabilidade da Família

A Fundação está consciente da necessidade e utilidade de dar uma resposta científica, rigorosa e bem fundamentada aos múltiplos temas e problemas que a família apresenta no mundo, nas culturas e na vida concreta dos povos. A família aparece como uma realidade fundamental da pessoa humana na sua condição sexuada e da sociedade, plena de interesse teórico e prático. Tão antiga como a própria humanidade, reflete na sua evolução, de forma privilegiada, todos os momentos culminantes do processo histórico de autocompreensão do ser humano, das sociedades e das culturas. Também hoje, a família é um reflexo, com as suas luzes e sombras, dos problemas específicos da sociedade contemporânea, que, por sua vez, imprimem modos diversos de conceber e viver em família.

Por outro lado, a realidade da família contem em si tal riqueza de dimensões que o seu estudo integral requer e convoca a atenção, direta ou indireta, de diversas ciências e o diálogo interdisciplinar entre os respetivos contributos, nomeadamente os métodos e conhecimentos das ciências biomédicas, os resultados da reflexão teórica e verificação empírica da Psicologia e Sociologia e a conceptualização próprias da Filosofia , Antropologia, Ecologia humana, Ética e Direito.

A Educação Personalizada

As atividades promovidas pela Fundação visarão o desenvolvimento e dignificação da pessoa humana, enquanto ser irrepetível, inserido numa Família e meio social e cultural, com uma série de qualidades, características e potencialidades que, no exercício da sua liberdade, procura realizar um projeto de melhoria, formação e felicidade pessoal

Nesse sentido, um processo de Educação Personalizada significa um assessoramento na formulação desse projeto de vida pessoal, do qual o próprio é protagonista, e na capacidade ou meios de o levar a cabo, nas suas dimensões humana (física, afetiva, racional), profissional, social e transcendente, sempre no respeito e potenciação do exercício da própria liberdade e em diálogo constante com a família. contribuindo ativamente para o desenvolvimento da sociedade.

A Comunicação 3.0

Numa era globalizada, marcada pelas novas tecnologias e redes sociais digitais, o que apelidamos de Comunicação 3.0 constitui-se como essencial a um serviço amplo e diferenciado que ofereça uma transformação social, cultural e criativa, centrada em pessoas dotadas de mente, liberdade e coração. Pretende-se construir plataformas de interação de boas práticas e difundi-las num espaço cada vez mais alargado.

A Fundação intervirá ainda na identificação de líderes formais e informais dos vários setores da sociedade, na criação de elos de ligação e protocolos entre as comunidades locais, nacionais e internacionais, formando uma rede de parcerias e apoiando o desenvolvimento de projetos conjuntos. Fomentará ainda o envolvimento dos colaboradores nos valores e cultura da Fundação de forma criativa e empenhada, de modo a criar práticas inovadoras, difundir casos de sucesso e concretizar o empowerment dos beneficiários.