CORTA FOGO SOLIDÁRIO – Apoios às Vítimas

CORTA FOGO SOLIDÁRIO – Apoios às Vítimas

O objetivo da Plataforma criada pela Fundação Maria Beatriz Lopes da Cunha  é contribuir para que as vítimas dos incêndios voltem o mais depressa possível ao estilo de vida que tinham anteriormente.

O projeto da FMBLC destina-se a procurar bens duráveis, essenciais para a vida de qualquer família e ajudar no investimento necessário para que as pessoas voltem às suas casas e trabalhos.

 

 


Pedidos recebidos e a satisfazer

 

 

 

 

 

 

Nota: Os produtos farmacêuticos serão encomendados à farmácia local, de acordo com a prescrição médica, e enviados ao doente.

A Plataforma Corta Fogo Solidário só poderá atender estes e outros pedidos à medida que forem referenciados no terreno, encaminhadas as situações e que sejam recebidos os donativos e bens necessários. Todas as ajudas são bem vindas. Bem hajam!


Apoio a Apicultores de Tondela

Entre as vítimas dos incêndios estão também muitos animais e seus proprietários. As abelhas sobreviventes nos vários apiários, durante os próximos seis meses, não terão flores suficientes para se alimentarem e produzirem mel. A solução para para este problema é fornecer-lhes melaço. Um quilo de açúcar misturado com água significa dois litros de substrato.  500 colmeias precisarão de 2,8 toneladas de açúcar.

Por essa razão, foi iniciada uma campanha de recolha e distribuição imediata de açúcar pelos apicultores referenciados no concelho de Tondela.

 

Um testemunho:

Missão cumprida☺
Os 100kg de açúcar que recolhemos no consultório viajaram domingo até Aguiar da Beira onde me encontrei com as minhas amigas, promotoras da iniciativa. Foram entregues ao sr. A. M., apicultor de Borralhal, Tondela, para que as suas colmeias sobrevivam ao inverno na paisagem negra e queimada que nos entristeceu ver…foi com olhos marejados de lágrimas que o sr. A.M. nos contou como tantas colmeias arderam nos fogos e como até agora nenhuma ajuda chegou à grande parte dos apicultores. É preciso ajudar no terreno, diretamente a quem necessita…
Deixo-vos as fotos e o meu obrigada especial a todos vós que me ajudaram nesta recolha . Hoje voltei de ❤ cheio. Bem hajam meus amigos.

 I. M. (Seixal)


Nota:  Recebemos informação que o Grupo RAR disponibilizou ajuda, através da oferta de 20 toneladas de melaço, para este mesmo fim. Este apoio está a ser centralizado e coordenado entre a FNAP e as associações de apicultores a quem estes poderão recorrer.


Projeto Cabo Verde 2017

Projeto Cabo Verde 2017

O Projet15896215_588007951394680_5798623400159278766_oo Cabo Verde (PCV) é um projeto de voluntariado internacional para a cooperação, desenvolvido por estudantes universitárias e jovens profissionais.

Resulta da parceria entre várias associações portuguesas – a Fundação Maria Beatriz Lopes da Cunha, os Álamos, o Rampa Clube, a Cooperativa de Telheiras para a Promoção da Solidariedade e da Cultura, CRL e a Associação Cultural das Areias (Estoril) – em colaboração com a comunidade local cabo-verdiana.

A estratégia de intervenção abrange três pilares fundamentais do desenvolvimento social: educação e formação, saúde e ambiente. A intervenção no terreno, em 2017, efetivou-se de 25 de julho a 13 de agosto e decorreu no bairro do Fonton, na cidade da Praia.

Os objetivos globais e específicos do Projeto pretenderam dar um contributo para fazer dos beneficiários os protagonistas do seu próprio desenvolvimento e, complementarmente, apostar na formação das voluntárias, valorizando a iniciativa de cada uma e proporcionando uma oportunidade de treinar, ganhar e aperfeiçoar competências.

Com o intuito de maximizar o impacto do PCV e potenciar a sua intervenção, foi estabelecida uma relação muito próxima com a comunidade local, nomeadamente o Centro de Intervenção Comunitária de Fonton.

“A Cultura do Cuidado” – ações de formação

 

Cuidar da casaSem título comum, cuidar da família, cuidar dos que sofrem, cuidar da interioridade na era digital, cuidar da imagem pessoal  são temas de reflexão que se podem resumir no conceito de “A Cultura do Cuidado”.

A Fundação Maria Beatriz Lopes da Cunha decidiu implementar duas ações de formação subordinadas a este tema, a nível nacional, dirigidas a um público-alvo adulto.

A primeira ação de formação teve lugar nos dias 14 e 15 de novembro de 2015, em Arcozelo, Vila Nova de Gaia, com 34 participantes, e a segunda, em 28 e 29 do mesmo mês, em S. Pedro de Sintra, tendo assistido 40 pessoas.

Foram oradores a Profª. Doutora Maria José Pinto Cantista da Fonseca, a Dra. Flora Adelaide de Abreu Teixeira e Costa, a Dra. Paula Maria Alves Guedes, a Dra. Maria Isabel Vieira e o Rev. Dr. Gonçalo Portocarrero de Almada.